top of page

CASA DO CEO

Atualizado: 15 de abr.




Coleção de bordados “CASA DO CEO . de eterna memória" sobre a CASA


A coleção “Casa do Ceo” tem como inspiração a casa onde viveu LIA, mãe de DANIELA e avó da LUÍSA. Aos 6 anos, após a morte da mãe, ela e alguns dos irmãos foram morar com a tia avó, Joaquina. DINHA JOAQUINA não teve filhos e era “dinha” (madrinha) apenas de Aurino, seu irmão mais velho, mas foi chamada assim por todas as crianças que passaram por sua casa, filhos de outros que ela ajudou a criar, por amor, responsabilidade e consideração. Essa casa viu Lia crescer, estudar, trabalhar com seu pai, encontrar o casamento e ter suas cinco filhas. 

Essa casa é um pedaço da história de Lia e sua família. 


Construída no início do século passado nos moldes da arquitetura colonial, por volta da década de 1920, essa casa sofreu grande reforma, ganhando fachada em estilo eclético. Sempre teve a dupla função de residência e ponto comercial, tendo em sua loja uma referência para toda cidade. Ficava localizada em Brasília de Minas/MG, na principal praça da cidade, de nome Praça Francisco Antunes ou Praça da Matriz. 


A denominação “CASA DO CEO” se deu por ser seu dono inicial, Francisco José de Sousa, conhecido como “Chico do Ceo”, casado com Tereza Alves da Silva, pai de Dinha Joaquina, que recebeu a casa como presente na ocasião de seu casamento com Francisco Antunes, o da praça. O Sr. Francisco Antunes foi um dos primeiros comerciantes a fazer viagens ao Rio de Janeiro trazendo as novidades da capital para a cidade do interior. Tempos depois, passou o ponto de comércio para seu sobrinho, Francisco Alves de Oliveira, pai de Lia, que em sociedade com seus irmãos manteve a antiga denominação “Casa do Ceo” para a loja, acrescentando “Oliveira e Irmãos”. Foi residência de Dinha Joaquina até sua morte em 1971, ano em que Daniela nasceu. O ponto comercial permaneceu sob a gerência de um dos irmãos Oliveira até a década de 1980.

Essa casa se manteve de pé até meados dos anos 2000, quando foi demolida e deu lugar a uma residência em estilo contemporâneo. Contam que nesse dia a banda da cidade tocou música fúnebre enquanto a casa foi sendo desfeita.


sobre a planta arquitetônica e os desenhos das fachadas 


A partir de registros de memória, com ajuda de familiares e histórias contadas, numa espécie de arqueologia afetiva, Thais Luz, arquiteta, filha de Lia, irmã de Daniela e tia de Luísa, reconstruiu a planta arquitetônica da “CASA DO CEO”. Maurícia Daconti, amiga e também arquiteta, tendo como referência alguns registros fotográficos, recompôs as fachadas em desenho técnico.


sobre os riscos dos bordados

Dos detalhes decorativos das fachadas da “CASA DO CEO”, sintetizados no desenho técnico, foram retirados os riscos que dão base aos bordados manuais que estampam as roupas de mesa e almofadas dessa coleção ESTÚDIO VESTE.

sobre os bordados


Os bordados foram feitos pelo grupo de bordadeiras PONTO CHIC Favelinha, nossas parceiras em outros trabalhos e que puderam participar de forma criativa definindo os pontos que preenchem os riscos gravados no tecido com impressão em serigrafia. Essas duas técnicas juntas dão às peças jovialidade e atualidade, sem perder a graça e sofisticação do desenho clássico. conheça as peças CLIQUE AQUI PARA COMPRAR

um poema - celebração

SOBRE O TEMPO E O LUGAR

ou

A CASA MAIS BONITA DA CIDADE

ou

SE ESSA CASA FOSSE MINHA


A casa sempre foi pra nós um portal para dentro. 

Dentro de nós vive uma casa imaginária.

Casas são espaços de história, vãos cheios de memória, ambientes por onde correm ares que relacionam o fora e o dentro de gentes e lugares.

Abram janelas e portas para que o balé comece.  

Suas fachadas são reflexos, iconografia da vida privada que se mostra ao coletivo. 

Suas fachadas compõem identidades, são resultado de formas de pensar e viver.

Uma casa pode ser um documento da passagem do tempo.

Pergunte: quem já passou por ela? quais momentos irreversíveis ela já viveu? 

Se tocar suas paredes, ela te dirá.

E se não mais houver paredes?


Uma casa é um baú, guarda.

Uma casa é um reflexo, guia.

Uma casa é um através, siga. ouça também o poema narrado na voz de sua autora Daniela Luz em música feita pelo duo Confeitaria CLIQUE AQUI


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page